testes rápidos para covid-19

Macarrão determina a aquisição de testes COVID-19 para trabalhadores da saúde e segurança pública

Os testes de detecção de Sars-CoV-2 serão direcionados aos profissionais que atuam em linha de frente.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), somente no Brasil, são cerca de 3,5 milhões de trabalhadores que atuam no Sistema Único de Saúde (SUS).

Entre os principais desafios enfrentados por estes trabalhadores no enfrentamento da pandemia mundial provocada pelo COVID-19, além da falta dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), sobrecarga de trabalho e impactos na saúde mental, há possibilidade de estes profissional ser contaminado pelos vírus.

Autonomia na Fabricação de Máscaras

Preocupado com essa situação, o prefeito Macarrão transformou a Fábrica de Confecções como um ponto de apoio estratégico para os trabalhadores da saúde, pois é nesta fábrica que são confeccionadas as máscaras, instrumento indispensável para o trabalhos destes profissionais.
Macarrão acredita de fundamental importância proteger os trabalhadores em saúde e em segurança pública.

“(…) pois eles são os primeiros a realizar o socorro, então nada mais justo do que protegê-los. Agora não há preocupação, pois estamos vigilantes com com a situação do povo. Não temos nem um caso confirmado e com a graça de Deus trabalhamos que seja assim”.

Prefeito Macarrão em entrevista divulgada.

Aquisição de Testes do COVID-19 para os Profissionais de saúde e segurança

testes de detecção de Sars-CoV-2

Testes de detecção de Sars-CoV-2

O Prefeito Macarrão também adquiriu os testes de detecção de Sars-CoV-2, que serão direcionados aos profissionais que atuam em linha de frente nas Unidades Básicas de Saúde, no HGT, na urgência e emergência, no SAMU, Aeromédico e trabalhadores de segurança pública.
Além de permitir o retorno dos profissionais de saúde e de segurança às atividades laborais e que medidas de isolamento, bem como uma eventual implementação de novas medidas de isolamento, acompanhamento e intervenção.
Os protocolos e parâmetros para a distribuição dos testes rápidos, estabelecido pelo Ministério da Saúde, foi considerado pelo número de casos confirmados em cada Estado, tipologia do município, total de profissionais de saúde e de segurança pública.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *