Com o avanço da vacinação em Tailândia, número de internações e intubações diminuem

A Secretaria de Saúde (SEMSA) divulgou os números dos óbitos no município de Tailândia neste período da pandemia e o que se pode notar é que apesar do “pico” registrado em março deste ano, a média móvel semanal vem se estabilizando.

Segundo os números da SEMSA, o maior pico de 2020 aconteceu em junho, com 21 óbitos. Já em 2021, dois meses se destacaram, março e abril, com 28 e 24 mortes, respectivamente.

Em 2020, de março a dezembro foram 56 ocorrências de óbitos no município. Em 2021, somente os meses de janeiro a junho já superou todos os casos do ano passado, com 69 óbitos.

No caso da mortalidade de Covid-19 por sexo, os homens são os mais atingidos. Foram 78 óbitos masculinos contra 47 casos femininos.

Quanto a faixa etária, o grupo entre 61-70 lidera com 39 óbitos durante toda a pandemia (2020-2021), seguido pelo grupo de 51-60, com 24 casos; os casos de 71-80, com 22 óbitos; 41-80, com 15 casos; mais de 80, com 11 óbitos; 31-40, 8; 21-30, 4 e; 0-20, 2.

Sobre as notificações segundo a pré-existência de comorbidades, os casos notificados por terem comorbidades foram as maiores ocorrências de óbitos de Covid-19, 104 com comorbidades, 20 sem e 1 caso ignorado.

Mas o processo de imunização em Tailândia já reduziu a pressão sobre os leitos clínicos com internações, medicamentos e insumos consumidos, isso se reflete em menor número de pacientes com síndromes respiratórias agudas sendo intubadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *